segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

FINALIDADE

crio me medo com fastio 
afago seu longo rabo 
e me afasto solene 

POEMINHA CÓSMICO

e se o último passo 
da expansão 
for se encolher? 

COM UM SOPRO DE IMPOSSÍVEL

quão raros os encontros 
da literalidade da imaginação 
com os sonhos da razão 

PROVISÓRIO

a seda que envolve 
a vitória da beleza 
que passa 

AUTOCRÍTICA

o amor vence misérias, 
rios atravessam pessoas: 
tudo aceita o papel. 

NO CORPO DO VENTO

do amor feito 
com ou sem amarras 
há marcas